VAMOS CONVERSAR SOBRE... INDICADORES

 

VAMOS CONVERSAR SOBRE...

    ...INDICADORES


Nesta artigo vamos conversar e passar uns conceitos e dicas sobre os indicadores.

Eles servem para monitorar, controlar, informar sobre qualquer coisa que possa ser medida. O indicador por si só não resolve problema nenhum, só indica(😉)...claro que depois de indicar algo, esperamos que alguém tome alguma atitude..., mas falaremos isto depois.

O que são indicadores?  

É uma medida que me mostra um comportamento. Uma medida corporal de 38°C indica que o indivíduo tem febre. Uma temperatura de -20°C indica que está frio lá fora. O relógio marcando 13:00PM indica que estamos na parte da tarde do dia. 

Vamos direto ao ponto: Ninguém pode dizer que conhece qualquer comportamento se não tiver uma base de comparação. Quando falamos que o zé-das-couves é um cara alto, implicitamente estamos comparando sua altura com a média da altura de outras pessoas do nosso convívio. Contudo, para o técnico do basquete por exemplo, onde a média de altura é bem maior que a nossa, o Zé-das-couves pode ser considerado baixo.

  Indicador é relativo. Mas relativo a o quê?

 

Este é o pulo do gato. O indicador nada vale sem uma amiga do peito dele... a META. Mais que uma amiga do peito, a META é o objetivo de vida do indicador. É sua heroína, é sua referência, sua alma gêmea, sua razão de existir.

Sem a META, o indicador é inútil, sem valor... Dramas românticos à parte, a META é a base de comparação, para que o indicador nos oriente a tomar uma ação.

Lembra do Zé-das-couves? Então, ele foi comprar um sapato. Quando entrou na loja, o vendedor olhou (na verdade sem querer ele MEDIU, ou em outras palavras, pegou um valor de indicador da altura do Zé) e já foi pegar sapatos a partir do número 46 (tomou uma ação).

Este é um exemplo simples onde o vendedor atribuiu um indicador chamado altura, e comparou-o com uma META (pessoas altas>sapatos grandes) e partiu para a ação.

Em sistemas de qualidade, controles, ou processos, os indicadores são usados como forma de manter eficiente o que está sendo medido.

 

Mede>compara com a meta>toma ação  --  simples assim!

 

Mas o casal INDICADOR & META tem uma relação complicada. Quando estão “numa boa”, o indicador quer ser Exatamente a meta. Não preciso dizer que isto é sempre muito difícil.

Na maioria das vezes, ou o indicador está depressivo, e sempre quer ESTAR ABAIXO da META, ou o indicador quer ESTAR ACIMA da META.

-Indicadores que precisam estar abaixo da Meta são conhecidos por correlação negativa.

Por exemplo: indicadores de despesa devem ser menores que meu saldo. (sonho meu ficar abaixo desta meta....)

-Indicadores que precisam estar acima da Meta são conhecidos por correlação positiva.

Exemplo: indicadores de saldo devem ser maiores que minhas despesas (continuo sonhando em superar esta meta...) 

-Indicadores que precisam ser exatamente a Meta são conhecidos por correlação nula.

Exemplo: indicadores de saldo e despesas devem ser iguaizinhos (pensa numa coisa difícil...)

Como você vê, quando preciso monitorar alguma coisa, o indicador é um caminho fácil e bem legal. Claro, deve ter uma meta. Ter indicador sem uma meta é como chamar alguém para encontrar você urgente, e não dizer onde.

 

Hora da dica:

#1- Às vezes, arrumar um jeito de monitorar alguma coisa sem ter indicador é mais difícil e trabalhoso do que se você tivesse um.

#2- Pessoas inteligentes são simples. Menos é Mais. Não “viaja” e faça indicadores simples. Simples de medir, simples de calcular.

#3- “Bora” direto ao ponto. O que te interessa? Mede logo o resultado do processo.

#4- Não confunda Metas com sonhos. A Meta deve ser minimamente atingível. Metas Fáceis>pessoas descompromissadas, Metas difíceis>pessoas dissimuladas.

#5- Metas não são o 11° mandamento. Elas devem mudar. A Meta está sendo atingida com facilidade? Leia a dica #4. Melhorar é preciso...

#6-Existem indicadores de eficácia e de eficiência. Algumas vezes você precisa dos dois. Talvez você precise ler outro artigo da A. Naccarati sobre o assunto...

#7-Envolva a equipe. Os indicadores têm que ser feitos por quem conhece os dados. Isso evita erros. À César o que é de César!

 

Boa sorte e sucesso! 

Adson Naccarati



 

outros artigos relacionados:

    Eficiência e eficácia.

    Tipos de indicadores de processo.

    Atribuindo metas.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A privacidade e o caso do WhatsApp

O que WhatsApp ensinou ao Facebook

As Leis de Murphy aplicadas à Liderança e Administração