Postagens

VAMOS CONVERSAR SOBRE... Eficiência, Eficácia e Efetividade

Imagem
  Antes de mais nada, vamos responder à pergunta de um milhão de dólares: Por que a administração arruma tantos termos técnicos? É uma forma de criar dificuldades e vender facilidades? Não. É bem possível neste mundo gigante que nós vivemos, existam pessoas que façam isto. (principalmente com termos importados...). O Real motivo é que, toda área de conhecimento que não lide diretamente com meios físicos (grandezas mensuráveis), precisa harmonizar termos com ideias (conceitos). Assim simplifica-se o entendimento. “Maria conhece bem seu trabalho, ela faz isto há mais de 10 anos, e dificilmente erra ou se engana, porque fez muitos treinamentos e é formada na área”. Ou simplesmente eu digo “ Maria têm muita competência ”. Então leitor, relaxe com os termos, eles na verdade simplificam... No nosso caso da Eficiência, Eficácia e Efetividade a confusão é gerada porque além dos termos serem parecidos (não são sinônimos), os conceitos também são parecidos (não são iguais). Então

VAMOS CONVERSAR SOBRE... INDICADORES

Imagem
  VAMOS CONVERSAR SOBRE...     ...INDICADORES Nesta artigo vamos conversar e passar uns conceitos e dicas sobre os indicadores. Eles servem para monitorar, controlar, informar sobre qualquer coisa que possa ser medida. O indicador por si só não resolve problema nenhum, só indica( 😉 )...claro que depois de indicar algo, esperamos que alguém tome alguma atitude..., mas falaremos isto depois. O que são indicadores?   É uma medida que me mostra um comportamento. Uma medida corporal de 38°C indica que o indivíduo tem febre. Uma temperatura de -20°C indica que está frio lá fora. O relógio marcando 13:00PM indica que estamos na parte da tarde do dia.  Vamos direto ao ponto: Ninguém pode dizer que conhece qualquer comportamento se não tiver uma base de comparação. Quando falamos que o zé-das-couves é um cara alto, implicitamente estamos comparando sua altura com a média da altura de outras pessoas do nosso convívio. Contudo, para o técnico do basquete por exemplo, onde a média de

VAMOS CONVERSAR SOBRE...Não conformidades: Análise de causa

Imagem
  Era uma vez um dinossauro que topou com uma árvore. Seu cérebro tão pequeno, não entendia que devia desviar da árvore pois nunca iria derrubá-la. Morreu tentando... Se isto foi uma verdade ou não, o que vale aqui é o exemplo de que insistir em um erro é um erro maior. Em termos de sistemas de qualidade, para evitar isto temos a chamada “Não Conformidade”. Você já leu o artigo da A. Naccarati sobre isto? 😉 Neste aqui vamos nos concentrar na determinação de causa. Em primeiro lugar precisamos ter o conceito de Causa Raiz. É aquela causa original, o começo de tudo. Afinal você não pode culpar o último dominó a cair da fila pela queda de todo o resto... Não é tão fácil assim achar a causa raiz, tanto que, existem técnicas como os 8D’s, MASP etc. que ajudam muito nesta tarefa. E a propósito, para estes assuntos temos artigos da A. Naccarati também 😉 . Uma determinação de causa raiz evita que o problema aconteça de novo. Pode ser até que ocorra outra vez, mas será por outro

Branca de neve e a Qualidade ISO 9001

Imagem
Ok, vamos nos situar no tempo... Todo mundo conhece a história de uma jovem princesa, que por provocar ciúmes em sua madrasta, que por acaso era bruxa, acabou comendo uma maça ruim, etc.. e tal. Mas o que ninguém sabia, era que , depois dos fatos apurados, créditos concedidos e prêmios da academia, a jovem tornou-se rainha em seu conturbado reino. Sim, conturbado. Imagine voce leitor, um reino onde uma Bruxa tinha um mandato político, que a princesa legítima estava desaparecida, e volta, assumindo o governo nos braços do povo (na verdade sete anões) com o apoio político de um príncipe estrangeiro com segundas intenções...era quase o Brasil. Quando assumiu seu trono, ao lado do príncipe supra referido, Branca de Neve, doravante Branca, viu-se deparada com algumas situações preocupantes: -O reino produzia seus bens e serviços há muitos anos, e acumulava reclamações e processos no Procon; -A liderança era boa e conhecia profundamente todos os negócios do reino, mas não dialogava

A ARCA DE NOÉ

Imagem
A ARCA DE NOÉ  ( atualizei de um texto da década de 70...) Absalão era um homem  apaixonado pela organização. Era um verdadeiro líder. Um dia, andava Absalão pela ravina, quando de repente - PUFF - uma nuvem de fumaça apareceu, acompanhada de uma voz tonitruante: - ABSALÃO! Absalão prostrou-se. Só podia ser o Criador! Em Pessoa! ABSALÃO - tornou a voz - "NÃO ESTOU CONTENTE COM OS HOMENS. ESTÃO POLITIZADOS. GUERREIAM ENTRE SI E SÓ DEFENDEM OS INTERESSES PRÓPRIOS. O TRINÔMIO ADÃO-EVA-COBRA DEU NISTO... FAREI CHOVER DURANTE 40 DIAS E 40 NOITES, ATÉ COBRIR A TERRA DE ÁGUA, O QUE SERÁ CONHECIDO COMO 'O DILÚVIO'. QUERO QUE NASÇA UMA NOVA HUMANIDADE, DE HOMENS INTELIGENTES, PRÁTICOS E OBJETIVOS. VAI E CONSTRÓI UM BARCO PARA TI E PARA A TUA FAMÍLIA E LEVA PARA DENTRO DESTE UM CASAL DE CADA SER VIVO. TERÁS CENTO E VINTE DIAS PARA ESTE EMPREENDIMENTO. O MEU CONTATO CONTIGO É O ARCANJO GABRIEL." PUFF!... e a nuvem desapareceu. Absalão levantou-se lívido. O

Dr. Jekyll e Mr. Hyde - uma aventura nos Recursos Humanos

Imagem
Bem mais do simples ficção,(O médico e o monstro) a natureza humana é capaz de desenvolver facetas de personalidade com o passar do tempo. Talvez uma reação evolutiva de adaptação do indivíduo às mudanças de meio, mas o fato é que existe e está presente em nossas empresas e organizações. Um fato recente me colocou em uma situação curiosa, mas infelizmente comum. E lembra muito a obra de Stevenson de 1886... Um di a destes, f omos solicitados para apoiar uma escolha entre 5 candidatos escolhidos pelo RH. A idéia, era ter a opinião técnica da consultoria, afinal, a contratação iria fazer parte da equipe do projeto. Contratado nosso homem, doravante Dr. Jekyll, inciou-se um brilhante trabalho. Em pouco tempo conseguiu a admiração e respeito dos colegas e da empresa. Conseguimos com o Dr. Jekyll, 3 certificações, e abertura de mais 5% do share de mercado. Passaram-se alguns anos. E a carreira de Dr.Jekyll ia muito bem obrigado.   O Fato Um dia, fui informado da inevitável demissão de

Nas asas da loucura

Nota: Este artigo foi publicado, logo após um senhor de idade ser colocado para fora de um vôo, pois se recusou a sair e dar lugar a outro passageiro. Outro dia estava lendo algumas notícias cotidianas ( sim, aquelas que acontecem todo dia) quando me deparei com o caso UNITED. Um senhor, médico de profissão, na flor dos seus 69 anos, foi expulso do avião, através de violência física por alguns seguranças da companhia referida. Seu crime? Comprou a passagem...deu overbooking e não tinha lugar para ele... A vítima aqui no caso, não é apenas o nariz fraturado do senhor médico, que perdeu um dente e sua dignidade. Perdemos todos nós. Como complemento deste cenário, alguns dias antes, eu tinha visto uma propaganda da referida cia. aérea, usando uma celebridade que dizia estar mais motivada a viajar e conhecer o mundo porque a compania aérea tornava tudo tão fácil e belo, que a viagem valia mais pelo translado do que pelo destino. As imagens mostravam o avião, pessoas sorrindo