As leis de Murphy aplicadas à Liderança e administração 2° parte





Este é a segunda análise dos desdobramentos mais populares da Lei de Murphy, e o que pode ser aprendido para nossos desafios de Liderança.


5° Lei
“Se você está se sentindo bem, não se preocupe. Isso passa”
Solução: aproveite o momento e prepare-se enquanto pode

Existem vários ditados que podem ser anexados à este, como por exemplo: “a vida tem altos e baixos”.

Nós nos sentimos muito mais confortáveis, quando um problema passa, ou está resolvido. E é natural o que as pessoas tentem manter esta sensação de conforto e segurança. Isto é saudável até o ponto onde entra a negação de que algo pode novamente dar errado.

A consequência natural de tentar evitar à todo o custo  avaliar a probabilidade de um problema ocorrer novamente, é que as pessoas passam a negligenciar toda sorte de ocorrências. Pior do que isso, a volta do problema ou de outra situação que esteja requerendo uma atenção especial, desencadeia sentimento de frustração, incompetência e decepção.

Tentar evitar o pensamento de que algo pode piorar novamente, é o gatilho de um sentimento de fraqueza. Quanto mais você aceitar o fato de que as coisas passam por altos e baixos, melhor você estará preparado, e assim irá receber seus problemas de maneira muito mais serena.  Vive melhor quem é um bom administrador de problemas, pois todos nós os temos.

Este desdobramento da lei de Murphy, diz muito sobre a capacidade das pessoas de se prepararem continuamente. O grande Eduard Deming, dizia que só existe uma maneira de chegar à excelência: “treinar ,treinar e treinar”. E afinal, o que é um treinamento senão uma preparação para uma eventualidade?

Para onde vamos com a quinta lei?

1-      Coisas inesperadas acontecem, e vão acontecer sempre. Então espere-as.

2-      Aprender com os erros não é nada, o bom é aplicar este conhecimento.

3-  Preparar-se não interfere em nada com o que pode ou não acontecer. Mas é fundamental para o resultado.

 

 

6° Lei
“Se a experiência funcionou na primeira tentativa, tem algo errado”
Solução: só a primeira impressão é muito pouco
 

Chegamos à Meca dos desconfiados.

A verdade é que nós estamos sempre esperando boas notícias, resultados positivos, grandes ou pequenas vitórias, enfim queremos ver nossos objetivos atingidos.

Mas para se atingir qualquer objetivo, existe um caminho. Mais longo ou mais curto, estaremos sempre atentos tentando adivinhar se as coisas estão indo bem.

Se por um lado, quando algo começa a sair dos trilhos, é um sinal para que as pessoas tomem as devidas providências para que tudo volte ao esperado, a maioria de nós relaxa quando o objetivo é prontamente atendido.

A verdade matemática atrás disso, é que as ocorrências aleatórias de alguma coisa acontecer, dificilmente dependem do que nós desejamos, portanto algo pode dar certo ou errado, por mera casualidade.

Da mesma forma que um bom administrador trata um resultado parcial negativo com atenção, esta mesma atenção deveria ser dada a um resultado positivo.

Isto funciona mais ou menos como se você fosse num stand de tiro, e já acertasse a mosca no primeiro disparo. O que isso significa? Nada.   Mas se você acertar os próximos 5 tiros também na mosca, aí sim, você é o Buffalo Bill.

Aquele primeiro tiro, poderia ser o resultado de um grande erro. Você poderia ter mirado totalmente errado para a direita, e na hora de apertar o gatilho tremeu para a esquerda. E aí o fator aleatório fez o resto: deu mosca.

Na vida profissional decisões não podem ser tomadas, observando-se apenas o primeiro disparo. Os resultados são consequência de vários processos. Conhecer o resultado não basta, é preciso conhecer o processo que nos levou até ele.

E se isto não for possível, então outras tentativas podem me dar uma dica valiosa de como tudo está indo.

Para onde vamos com a sexta lei?

1-      Acertar na primeira pode ser a exceção.

2-      Antes de tentar, confira todo o processo

3-      Se a primeira tentativa foi de sucesso, veja se isto não prejudicou uma segunda vez.

 

7° Lei
“Você sempre acha algo no último lugar que procura”
Solução: Pense no que está fazendo

Eu acho que todo mundo aqui já deve ter ouvido alguma vez, que cada segundo gasto com a organização, economiza dois na hora da execução.

Esta é questão aqui.

A uma das faces da liderança é coordenar atividades. Lembre-se sempre de que a liderança existe para resolver problemas.  

Para resolver um problema qualquer ou superar um desafio, a primeira coisa é saber com o que se está lidando, ou ainda, em outras palavras,  tentar evitar que aquilo ocorra novamente. Para isso é necessário conhecer a origem do que se está enfrentando.

Você tem que ter um método. Uma maneira sistemática e eficiente de procurar. Principalmente garantir que a procura abrange TODAS as possibilidades e não fica repetindo lugares, sistemas, processos já pesquisados.

Imagine que você perdeu seu celular. E seu carregador está plugado na tomada da sala. E também que você ficou o dia inteiro falando na varanda de sua casa.

Você procura na varanda e na sala e nada de achar. Se alguém perguntar se você viu direito na sala, é bem capaz de você procurar lá de novo. Agora eu te pergunto: é tão impossível que ele esteja no quarto?

Na vida profissional você precisa ter certeza de que fez bem feito, que procurou direito. É uma questão de qualidade de vida. Você não ganha seu sustento apenas por trabalhar sem rumo, mas sim dando resultados.

Então, se a procura foi bem feita, a probabilidade de seu celular estar no quarto ou na cozinha aumenta...

O fato é que se você precisa pensar antes de agir. Procurar na sala e na varanda é a escolha inteligente, porque você estava lá o dia todo. Desta forma, esta lei de Murphy pode ficar obsoleta e você achar na primeira. 


E onde vamos com esta lei?

1-Seja organizado e tenha método. Assim voce gasta menos energia com mais resultado.

2-Pense antes de sair fazendo

3-Tenha a mente aberta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A privacidade e o caso do WhatsApp

O que WhatsApp ensinou ao Facebook

As Leis de Murphy aplicadas à Liderança e Administração